Raquel Rodrigues

Eu sou empreendedora, curiosa, criativa, escritora, palestrante, facilitadora e networker
por vocação.

RIP Raquel Rodrigues | O dia em que eu morri

∗ 20/12/1977 † 05/05/2016 | RIP Raquel Rodrigues

O dia em que eu morri foi uma das experiências mais fortes e reveladoras. Em meio a dor física, um filme passou mesmo pela minha cabeça. Aqueles pontos que se cruzam a partir da permissão e aceitação.

Morrer é um direito adquirido, pessoal e intransferível. A gente morre um pouco por dia e, dependendo do olhar, pode ser muito bom. Cada dia é uma nova oportunidade de aprendizado, de autoconsciência, de evolução.

Nossa essência não morre nunca. Ela está aqui clamando por ser ouvida e sentida. Bela, singela e determinante. Para sabermos como viver em paz!

Contei sobre o dia em que entrei uma e saí eu. O autoconhecimento é a soma dessas pequenas descobertas, dessas sucessivas mortes e renascimentos. Neste vídeo eu conto o que descobri 😉

∗ 05/05/2016 | Viva Raquel Rodrigues

P.S.: Essa é uma gravação sem cortes, dei o play e deixei fluir. Arrisquei editar um pouco a luz e o som, sejam compreensivos porque estou aprendendo 😀